BluePex® na Mídia

LGPD na prática: empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

Evento gratuito reúne especialistas da área de TI e Comunicação para apresentar cases e ferramentas práticas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências
O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Serviço:
Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências
Data: dia 23 e 24 de novembro
Custo: Gratuito
Onde: YouTube
Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização: Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema FIEP PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

SOBRE A REALIZE HUB

A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business Analytics e Pesquisa de Mercado; Data Science (Ciência de dados) e estratégia digital.

Notícia divulgada no Portal:

Ajuda com crédito e otimização de processos de negócio são foco no terceiro dia de FE 2020

O evento acontece de forma digital até a quinta-feira (26); as inscrições são gratuitas e ainda podem ser realizadas

Um levantamento feito pela BluePex, uma das principais empresas nacionais da área de segurança da informação, aponta que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) se consideram totalmente preparadas para as normas impostas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que regulará trâmites envolvendo sobre a coleta e tratamento de dados pessoais dos brasileiros. Este número ínfimo de empresas prontas para a nova legislação contrasta diretamente com a proximidade no início da vigência da LGPD, que acontecerá provavelmente ainda em setembro deste ano.

O levantamento da BluePex ouviu 389 empresas de segmentos como saúde, autopeças, tecnologia, finanças, engenharia e energia durante os meses de julho e agosto, de todo o Brasil.

A palestra que abriu essa terça-feira de Feira do Empreendedor 2020 foi a de Celso Augusto, instrutor na área de finanças e sócio da empresa Evo Consultoria e Treinamento, que trouxe um conteúdo sobre a redução de custos fixos de uma empresa. Celso explicou que muitos negócios não têm ideia de quais são seus custos fixos, apenas os custos variáveis. “Muitas vezes, os donos de empresas fazem o cálculo de faturamento e subtraem os custos variáveis e dizem que está sobrando dinheiro. Todas as empresas têm um custo, seja indústria, comércio ou serviço. Mesmo um negócio pequeno que funciona dentro de casa”. O consultor também deu algumas dicas de como os empreendedores podem analisar esses custos e aplicar esforços para reduzi-los.

Transformando as relações com o cliente e consigo mesmo

A apresentação que seguiu foi de Léo Duarte, palestrante em assuntos de inovação e criatividade, que mostrou como a comunicação pode ser mais criativa para melhorar o processo de vendas. Para otimizar essa jornada, Duarte explica que é preciso entender alguns fatores para se conectar melhor com os clientes. “A gente precisa entender o que estamos vendendo e, em seguida, entender para quem estamos vendendo. Ao se focar apenas no produto, o cliente pode não se sentir relevante nessa equação da venda por não enxergar o benefício daquilo que está comprando”, disse. O palestrante também abordou a importância de ter um pitch, palavra inglesa usada para definir, de maneira clara e sucinta, uma ideia, principalmente em situações de venda.

A terceira palestra do dia foi do analista comportamental, Diego Rafael, que trouxe uma explicação sobre a jornada de transformação para alcançar a prosperidade. Uma das formas, apontadas por Diego, é buscar o equilíbrio no dia a dia, principalmente no tempo investido tanto nos negócios como nos cuidados pessoais. Para fazer isso, o analista informou que o ideal é sempre manter as metas e objetivos escritos, para que possa sempre os consultar.

Crédito no período de pandemia

No início da tarde, foi a vez de Luiz Marcelo Padilha, do Sebrae-PR, e Kátia Teixeira, empresária do setor de artigos esportivos de Foz do Iguaçu, conversarem sobre o acesso a crédito no momento de retomada. Marcelo apresentou como funcionou o programa Acelera Foz, que ofereceu linhas de crédito de mais fácil acesso para os empreendedores do município. Kátia compartilhou um pouco de sua experiência participando desse programa, com toda a facilidade e benefícios oferecidos nessa parceria.

Logo após foi o painel de João Stadler Colombo, da Colombo Assessoria, que falou sobre alternativas de crédito para investimentos e capital de giro. João explicou como funcionam as taxas de juros dos empréstimos e como elas são influenciadas pelo mercado. “Quanto maior a taxa de juros, maior a parcela de pagamento do crédito, já quanto maior o prazo para o pagamento, menor será essa parcela. A inflação é o que vai influenciar diretamente na taxa de juros”, explicou ele.

No fim da tarde, Renan Carneiro, do banco Sicoob, apresentou sobre gestão inteligente de crédito em tempos de crise. Segundo Renan, esse momento não é para cessar a concessão de crédito e sim para fazer isso de forma inteligente. “Se tem um momento que precisa ser concedido crédito inteligente, o momento é agora. Em 2019, o Sicoob ofereceu cerca de R$17,11 milhões em crédito para PJs, já nesse ano foi de R$ 33,29 milhões”, informou Rafael.

Melhorando a relação com o cliente

Os especialistas em experiência do consumidor Elaine Mazzon e Charles Beck Varani comandaram uma apresentação sobre como os empreendedores podem ter sucesso na relação com os clientes. Ao explicar como funciona a customer experience, Charles comentou que essa é uma prática de gestão. “A gente sabe que o cliente tem diversos momentos de contato com a empresa, por exemplo, quando ele vê uma publicidade na rua ou acessa um ponto de venda, seja digital ou físico. A experiência fala em dar coerência para essa jornada, para que o consumidor possa compreender aquilo que é o diferencial da marca”, contou o especialista. Elaine comentou que o customer success está relacionado com o momento de o comprador voltar a fazer negócios com a empresa. “O sucesso dessa jornada consiste em mapear as estratégias para ficar no radar dos clientes. Então, é importante sempre medir a satisfação, o engajamento e fidelizar esses consumidores”, disse.

Otimizando a empresa

Para falar um pouco de formas de otimizar a empresa, Nilton Souza, da BluePex, trouxe um pouco de informação sobre tecnologia da informação para os negócios. Com relação a segurança digital, Nilton comentou que estar seguro não é apenas se proteger de ataques online. “Um ponto importante de entender é que ao falar de segurança da informação, também estamos falando da disponibilidade e funcionamento de um sistema. Por exemplo, se a pessoa não conseguir emitir uma nota fiscal, isso pode influenciar na venda e na produtividade de quem está acessando aquela rede”.

Logo após foi a vez de Rafael Buchweiser, do Pagseguro Pagbank, apresentou um conteúdo sobre como otimizar os processos e custos com novos meios de pagamentos. Rafael citou que os futuros empreendedores precisam buscar soluções de softwares para transações financeiras que sejam mais acessíveis e fáceis de serem entendidos.

Quem finalizou esse terceiro dia da Feira de Empreendedor 2020 foi Mayara Yano, do Banco Central, junto com Adriano Pereira da Silva, do Sebrae-PR, que comentaram um pouco do papel do PIX, novo meio de realizar transações bancárias de forma digital implementada no Brasil. Além de explicar como funciona o PIX, Mayara também citou como os pequenos negócios podem utilizar esse método de pagamento. “Você pode gerar um QR Code para receber o dinheiro. Se estamos falando de um pequeno negócio ou autônomo, é só o gerar no celular e mostrar para quem irá fazer o pagamento. As empresas que possuem um nível de automação maior, é possível integrar o PIX com o sistema de vendas com uma API que padronizamos”, exemplificou.

A Feira do Empreendedor 2020 acontece até o dia 26 de novembro, de maneira completamente digital. Para se inscrever e acompanhar todos os conteúdos, acesse: https://feiradoempreendedor2020.com.br/

Assista aos conteúdos do terceiro dia de Feira do Empreendedor 2020: https://youtu.be/T9UeMyd6zTY

Notícia divulgada no Portal:

LGPD NA PRÁTICA: EMPRESAS BUSCAM SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE DADOS DE CLIENTES E COLABORADORES

Evento gratuito reúne especialistas da área de TI e Comunicação para apresentar cases e ferramentas práticas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências

O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Notícia divulgada no Portal:

LGPD na prática: empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

LGPD na prática: empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

Evento gratuito reúne especialistas da área de TI e Comunicação para apresentar cases e ferramentas práticas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências

O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Serviço:

Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências

Data: dia 23 e 24 de novembro

Custo: Gratuito

Onde: YouTube

Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização: Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema FIEP PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

SOBRE A REALIZE HUB

A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business.

Notícia divulgada no Portal:

Acompanhamento diário do ambiente é essencial para se prevenir contra ransomwares e outras ameaças

No Brasil, ainda existe muita empresa que não se protege porque acredita que as soluções em cibersegurança de alta performance são demasiadamente complexas e de alto custo, estando longe de seu alcance. No entanto, o que eles ignoram é que as melhores práticas para se proteger contra ransomwares são medidas básicas, totalmente possíveis de serem implementadas mesmo em empresas de pequeno e médio porte.
Isso porque a maioria dos ransomwares identificados no dia a dia das empresas são originadas de ataques massivos, que diferem dos ataques direcionados, como foi, por exemplo, o recente incidente com o sistema do Superior Tribunal de Justiça (estes muito mais complexos de serem prevenidos e solucionados).


Em relação a estes casos mais generalizados, a melhor forma de prevenção é sempre a mais elementar. Desde que seja contemplada como palavra de ordem a atualização e acompanhamento constante. Neste tipo de ataque massivo, os bots criminosos tentam de forma aleatória acessar a rede, em busca de brechas para contaminar o sistema e causar estragos.
Já ouvi algumas pessoas dizendo que suas respectivas empresas pagam altas mensalidades em antivírus, achando que, por isso, estariam imunes a ataques. Ledo engano: você pode ter o melhor antivírus do mundo, se o agente não estiver ativo, não adiantará nada.


É muito comum um usuário da rede desabilitar o real time do antivírus para deixar o sistema mais rápido. Fazendo isso, ele está colocando toda a rede da empresa em risco. Um dos dispositivos estando desativado já existe a chance de um ransomware entrar por este espaço e provocar um dano considerável. E se existe um computador sem acompanhamento, a pergunta não é se acontecerá um ataque e sim quando.


É essencial saber se o antivírus está instalado, se ele está sempre atualizado e se o real time está ativado em 100% dos dispositivos, principalmente neste período em que a grande maioria das empresas está operando em regime de home office, com colaboradores se conectando através de diversos dispositivos diferentes em locais distintos.


O antivírus precisa ser gerenciado e monitorado pelo gestor de TI com uma frequência diária, no mínimo. Outro tópico significativo é o AntiSpam, o qual todo servidor de e-mail diz que oferece. O que ninguém comenta é a drástica diferença que existe entre estes AntiSpam comuns e os AntiSpam corporativos tradicionais com recursos avançados contra phishing. Uma solução de altíssima qualidade faz toda a diferença, já que muitos dos ransomwares conseguem penetrar nas máquinas via e-mail. Desta forma, não basta seu fornecedor dizer que tem AntiSpam integrado. É imprescindível saber qual o nível de qualidade ele entrega.


Um último ponto a se destacar diz respeito ao firewall de borda. Da mesma forma que acontece com o antivírus, não adianta contar com um UTM (Unified Threat Management ou gerenciamento integrado de ameaças), sem também praticar um monitoramento e acompanhamento diário.


O firewall pode ter suas regras implementadas e estar funcionando perfeitamente hoje, mas é muito comum que o gestor de TI, em meio a tantas atribuições na rotina da operação, precise implementar ou alterar uma regra específica, seja para liberar determinada aplicação ou instalar um novo servidor. E basta que haja uma brecha para que o sistema todo esteja vulnerável.


E, logicamente, se tudo der errado, você tem que contar com um backup de qualidade. Não basta apenas jogar os dados para a nuvem. As soluções mais complexas e avançadas disponíveis no mercado analisam e detectam se o backup foi criptografado, o qual indica inclusive uma possível condição de ransomware.


Engana-se quem pensa que os serviços de backup são todos iguais. Se os preços de dois serviços que se vendem como idênticos são diferentes, já é um ponto de alerta para o empreendedor. Em segurança da informação, não existe milagre. Não adianta fingir que está fazendo um bom negócio por conta do preço inferior e terminar sofrendo um ataque que custará com certeza muito mas muito mais caro.


Então reforço: apenas ter as ferramentas não basta. Nossa visão é que precisamos entregar as melhores funcionalidades do mercado para os gestores de TI, mas é necessário também conscientizá-los de que estas ações precisam estar realmente implementadas, configuradas e sendo atualizadas diariamente. Isso faz toda a diferença quando estamos falando de ataques massivos de ransomware.

Por – Jefferson Penteado é CEO da BluePex

Notícia divulgada no Portal:

DATA TIC: evento online e gratuito apresenta cases e ferramentas para adequação à LGPD

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências
O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Serviço:
Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências
Data: dia 23 e 24 de novembro
Custo: Gratuito
Onde: YouTube
Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização: Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema FIEP PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

SOBRE A REALIZE HUB
A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business Analytics e Pesquisa de Mercado; Data Science (Ciência de dados) e estratégia digital.

Notícia divulgada no Portal:

LGPD na prática: empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores

Evento gratuito reúne especialistas da área de TI e Comunicação para apresentar cases e ferramentas práticas para adequação à Lei Geral de Proteção de Dados

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizada pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o DATA TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências

O DATA TIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

Serviço:

Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências

Data: dia 23 e 24 de novembro

Custo: Gratuito

Onde: YouTube

Notícia divulgada no Portal:

Empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizado pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o Data TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

Ferramentas – O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Reestruturação – Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Mudança cultural – Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências – O DataTIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

SERVIÇO:

Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências

Data: dia 23 e 24 de novembro

Custo: Gratuito

Onde: YouTube

Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Objetivo – Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização – Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema Fiep PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Sobre a Realize Hub – A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business Analytics e Pesquisa de Mercado; Data Science (Ciência de dados) e estratégia digital.

(Assessoria de Imprensa)

Notícia divulgada no Portal:

LGPD NA PRÁTICA: Empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizado pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o Data TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

Ferramentas

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Reestruturação

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Mudança cultural

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

Futuro e tendências

O DataTIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

SERVIÇO:

Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências

Data: dia 23 e 24 de novembro

Custo: Gratuito

Onde: YouTube

Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Objetivo

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realização

Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema Fiep PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Sobre a Realize Hub

A Realize Hub é uma empresa de tecnologia especializada na aplicação de inteligência artificial para maximizar o alcance de resultados de seus clientes. Atuando de forma customizada em cada projeto, seus serviços compreende os seguintes eixos: Consultoria e Treinamento em Inovação, Gestão Estratégica e Marketing Digital; Inteligência de Mercado, Business Analytics e Pesquisa de Mercado; Data Science (Ciência de dados) e estratégia digital.

(Assessoria de Imprensa)

Notícia divulgada no Portal:

Empresas buscam soluções para gestão de dados de clientes e colaboradores

Pesquisas apontam que poucas empresas brasileiras estão prontas para atender às normas impostas Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), nº 13.709/18. Levantamento realizado pela BluePex, empresa de segurança da informação, apurou que apenas 2% das pequenas e médias empresas (PMEs) estão totalmente preparadas para fazer a gestão de dados de clientes e colaboradores da forma prevista pela legislação. Visando apoiar profissionais, empreendedores e empresas neste processo, o Sebrae Paraná, em parceria com a Realize Hub, promove o Data TIC Paraná, evento online e gratuito que acontece nos dias 23 e 24 de novembro.

O grande desafio existente não está na compreensão das exigências legais, que em síntese determinam um consentimento no uso dos dados pessoais, bem como em seu armazenamento, mas sim na dificuldade real das instituições de saberem quais ferramentas podem apoiar essa adequação.

Conforme avalia Victor Domingues, sócio-proprietário da Realize Hub e consultor do Sebrae-PR, será necessária uma grande reestruturação de sistemas para atender a legislação, sendo necessária uma boa preparação de profissionais e organizações para o novo momento. “A transformação digital se faz mais do que necessária para a sobrevivência e segurança dos negócios e, para isso, não faltam softwares de apoio, no entanto, é preciso torná-los conhecidos para o maior número de pessoas”, defende.

Ainda segundo o consultor, está sendo necessária uma mudança cultural e o desenvolvimento de novos processos, especialmente considerando que diversos setores empresariais estão sendo impactados pela legislação, desde Recursos Humanos, Marketing, Tecnologia da Informação até o Financeiro. Os palestrantes trarão cases e ferramentas para aplicação prática. Entre os nomes confirmados para promoção do debate estão representantes dos principais players do mercado, como a diretora de segurança da Accenture e líder da prática de privacidade e proteção de dados, Vanessa Fonseca, o diretor de Cybersecurity na Microsoft, Nycholas Szucko, a diretora de operações na Pontus Visio, Amanda Ferreira Mozena, o executivo do mercado digital, Tiago Barra. Mais informações sobre a programação pode ser obtidas no site para inscrição do evento, no site do Sympla: https://bit.ly/3nqbj3O.

O DataTIC também irá debater os desafios impostos pela pandemia da Covid-19 com o objetivo de auxiliar a comunidade de empreendedores indicando caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. As palestras seguem um formato de apresentação de até 15 minutos e foram pensadas para apoiar profissionais de segmentos de TIC e de Marketing, Compras e Operações, Logística, Jurídico, Financeiro, Contábil, RH, Design. Também é indicado para a comunidade acadêmica de áreas como Marketing, Administração, Direito, Comunicação, Design entre outros.

SERVIÇO:

Data TIC – LGPD – Compliance – Tendências

Data: dia 23 e 24 de novembro

Custo: Gratuito

Onde: YouTube

Inscrições: https://bit.ly/3nqbj3O

Esse evento tem como objetivo apresentar para empreendedores e profissionais de diversas áreas cases e ferramentas relacionadas à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) de forma prática. Além disso, debater tendências, caminhos e oportunidades para a retomada econômica por meio de esforços das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Realize Hub e Sebrae. Apoio: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação das empresas brasileiras de tecnologia da informação (Assespro PR); Sistema Fiep PR; PPA Advogados; ROIT; Woke; Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Notícia divulgada no Portal: