Cases de Sucesso

Racional Engenharia firma parceria com BluePex para melhorar desempenho em TI

Até então, empresa cinquentenária de engenharia contava com soluções de fornecedora do Vale do Silício

Racional Engenharia, empresa do setor de construção, passou a adotar as soluções da BluePex, empresa que desenvolve soluções de segurança da informação com foco em defesa, controle e disponibilidade. A BluePex tem entre seus clientes o reconhecimento das Forças Armadas do Brasil. Antes de adotar o novo fornecedor, a Racional mantinha contrato com uma empresa baseada no Vale do Silício.

“Sentimos a necessidade de nos desvincular dos padrões e das limitações estipuladas pelo fornecedor norte-americano. Para isso, fomos ao mercado explorar as mais diversas e variadas opções e a BluePex foi a mais completa que encontramos”, comenta Augusto Leonardo Santos Farias, Analista de Infraestrutura e Telecom Pleno na Racional Engenharia.

Naquele momento a empresa de engenharia precisava de um fornecedor flexível que entendesse sua modalidade de negócio, atendesse o cenário do ponto de vista técnico, oferecesse ativos versáteis para os mais diversos ambientes e mantivesse em primeira instância a segurança dos dados vinculada à estabilidade das interconexões de rede da empresa.

“As ferramentas atendiam a todos os pré-requisitos, dispondo de relatórios completos com dados estatísticos detalhados, dispositivos de segurança alinhados às exigências de mercado”, explica Farias.

Segundo Farias, a BluePex também apresentou desempenho superior em relação aos seus concorrentes, além de interface interativa que permite que os analistas internos efetuem mudanças complexas e flexibilidade contratual alinhada aos anseios e modelos do negócio.

“Passados dois anos desde a implantação, podemos declarar que a ferramenta está amadurecida em nossa estrutura, mantendo nosso escritório central, obras e sites remotos, seguros e interligados. No terreno da construção civil, principalmente com obras suntuosas, como as que nós trabalhamos, estar off-line no momento errado pode significar milhões de reais em prejuízo”, conclui.